top of page
  • Foto do escritorGrupo de trabajo Orcas

ENCONTRO DE ARTISTAS PARA GERAR MATERIAIS DE DIVULGAÇÃO


Na passada sexta-feira, dia 27 de Janeiro, um grupo de artistas reuniu-se no Museu de História Natural-MHN da Sociedade de História Natural-SGHN de Ferrol, com o objectivo de recolher informação na produção de materiais informativos sobre os mamíferos marinhos e o mar.


O projeto Friednship-orcas, realizado pela Coordinadora de Estudios de Mamíferos Marinos-CEMMA e o Grupo de Trabalho Orca Atlántica-GTOA, é financiado pela Fundação Santander, sendo os promotores desta iniciativa.


Museu de referência no ambiente marinho

O MHN-SGHN de Ferrol é atualmente um museu e uma referência interpretativa do ambiente marinho a nível europeu. A instalação, da responsabilidade do SGHN em colaboração com a Câmara Municipal de Ferrol, possui atualmente uma das mais importantes coleções de espécimes, restos ósseos e modelos interpretativos de animais marinhos a nível europeu. Além de ter exemplares de tubarões, lulas gigantes e muitos esqueletos completos de cetáceos, possui uma coleção de modelos, reflexo de exemplares reais, tudo presidido por um imenso esqueleto de 18 metros de uma baleia comum. A coleção faz com que tenha repercussão e importância ao nível dos mais importantes museus naturalistas europeus, ainda modesta, mas sem diminuir a importância das coleções. Esses materiais servem de guia e inspiração para a documentação gerada pelos artistas.


A equipe

Sete artistas fizeram parte da equipa: Pepe Carreiro, cartunista e ilustrador, criador das personagens Bolechas. Emma Ríos, cartunista com projeção internacional. Manel Craneo cartunista, ilustrador e editor, criador da detetive ambiental Carmela Orzán. Sara Bermúdez, cartunista e ilustradora de jogos digitais e RPG. Víctor Tizón, cartunista e ilustrador. Tokyo, cartunista e ilustrador científico. Aldán López ator, diretor teatral e gestor cultural.


Além disso, tiveram a coordenação, orientação e assessoria de Mónica González, bióloga do CEMMA e Xan Silvar, biólogo e coordenador do SGHN de Ferrol.


A atividade

A atividade consistiu em uma conferência expositiva sobre a importância dos mamíferos marinhos na Galiza, apresentação das linhas básicas do projeto e previsão dos materiais a serem gerados, que consistirá em uma história das Bolechas, um especial de Carmela Orzán-DMA e várias ilustrações que farão parte da revista Salseiro editada pelo CEMMA Além disso, serão desenhadas atividades a realizar em workshops que decorrerão entre o segundo semestre de 2023 e 2024 entre Bidasoa e o Estreito de Gibraltar. Terminado o dia, os autores iniciarão o seu trabalho, que decorrerá entre fevereiro e maio, antes de passarem à produção e edição.


Multidisciplinaridade geracional

Esta iniciativa pioneira visa projectar a importância dos mamíferos marinhos e o trabalho de conservação das espécies e do ambiente na sociedade, para que a informação esteja disponível e provoque uma mudança de atitudes e competências. Para o efeito, envolveu-se uma equipa multidisciplinar, abrangendo ilustração, banda desenhada e expressão artística teatral, bem como autores de diferentes gerações, desde ilustradores consolidados de projeção internacional a jovens ilustradores na área digital.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page